Tuma da Mônica futebolisticamente falando

O Maurício é de Souza, mas não é perna-de-pau. Na coluna dessa sexta, Ronelito ito ito da Fiel disseca os personagens da Turma da Mônica e seus times do coração. Boa, Roni!

***
Sinto dizer, mas se você jamais acompanhou as aventuras da turma do bairro do Limoeiro, você não teve infância. Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali são personagens que habitam a nossa imaginação há décadas. O genial Maurício de Souza., pai da tchurma, também nos brindou com outros personagens ecléticos. Há o negro Jeremias, o conquistador Xaveco, o nerd Franjinha e o menino aspirante a modelo anoréxico Dudú. Além de representar com maestria a turma do contra, o mestre dos quadrinhos nacionais recentemente criou Caio, um personagem que segue a sina de Richarlynon: até os piterodactilos das histórias do Piteco desconfiam, mas...enfim.

Já que toquei no assunto (ui), lembro que quadrinhos e futebol tem muito a ver. Vejamos porque os personagens da turma torcem por determinados times:


Cebolinha – Palmeiras
Vive fazendo planos maléficos, mas sempre naufraga. A camisa verde não bota medo em ninguém. Os erros de dicção do simpático menino de poucos cabelos são tão numerosos quantos as trapalhadas da diretoria palestrina. Cebolinha ainda tem mais cabelos que o torcedor Palmeirense. As madeixas restantes foram arrancadas quando o time venceu o Sertãozinho em um jogo dramático. Resultado: crise no Sertãozinho. Perder pro Palmeiras é o fim da picada. Melhor é levar uma surra de um coelho de pelúcia. Muito mais digno.

Magali – Santos
Comilona, simpática e de vestido amarelo. Amarelo é uma cor que cabe bem ao Santos, fato que pode ser evidenciado nesse final de Campeonato Paulista. Fominhas, os meninos da Vila fazem um sucesso danado. Jogam um futebol envolvente, maroto e, às vezes, abusado até demais. Magali adora uma melância. Minha mãe diz “Melância é pura água”. Água é lugar de peixe e, se o time não vencer o Paulista, veremos água nos olhos de todos torcedores. Uns de tristeza, outros de alegria. E, lembrem-se, o vestido da Magali é amarelo assim como a chuteira do Robinho e do Neymar.

Mônica – São Paulo
É a estrela da turma. Cheia de títulos e conhecida mundialmente. O vestido vermelho lembram o manto frufru tricolor. As semelhanças não param por aí. Mônica é mandona e violenta assim como (ui) os chamados Bambis do Morumbi. Não concorda? Então faça um teste prático. Diga para um torcedor tricolor que ele é macho como o Jessi Valadão e viril como Chuck Norris. Pronto. O sujeito vai exigir que você re-ti-re o que falou. Caso não ceda ao apelo, vai levar unhadas, tapinhas e ameaças fofas ao som de grunhidos de gatinhos.

Cascão – Corinthians
Dizem que o Cascão vai morrer sem nunca tomar banho. Também dizem que o mundo acaba em 2012 e o time do Povo vai pro brejo sem ganhar uma Libertadores. Falam que o Cascão é porco, sujeito pouco inteligente que atrapalha os planos do Cebolinha. Lógico, Corinthianos e Palmeirenses juntos não rola. Uma coisa é certa. Em todos esses anos de quadrinhos, houveram muitas mudanças, mas a fidelidade de Cascão aos seus ideais pouco higiênicos segue inabalada. Cascão é fiel igual a torcida do seu glorioso time. E ele até relevou que pelo Curintia, até toma banho. Um outro fato interessante: ainda em 2002, Ronaldo sabia que iria terminar a carreira no Parque São Jorge. Por isso fez o corte Cascão e brilhou muito na Alemanha.


Outros personagens

Franjinha – Não tem tempo pra futebol. Prefere jogar FIFA 10 no seu Playstation 3
Xaveco – Portuguesa...nunca ganha nada e ainda apanha de forma injusta.
Jeremais – Timão, porra!
Chico Bento, Rosinha, Zé Lelé são XV de Pirrrrrrrrrarrrrrrrrrcicaba
Caio – Nem preciso falar, né?
Piteco é Ponte Preta, o mais jurássico do Brasil
Papa-Capim e Cafuné –Atlético do Amazonas


2 comentários:

Postar um comentário

 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio