LSD Dreams III

Todo mundo que acompanha o blog já conhece meus relatos sobre meus sonhos escalafobéticos. Recebi outro dia um email do meu amigo Jonatas, contando com o que tinha sonhado. Segue reprodução abaixo.

****

O Sonho que tive com Aliens.

Eu morava no interior (bem interior mesmo, com direito a vacas pastando no fundo de casa e tudo) e de repente as vacas começavam a correr, o céu começou a ficar escuro e percebi que estava acontecendo uma invasão alienígena. Liguei a TV e isso estava acontecendo no mundo todo.

Algumas das naves usadas eram esféricas e outras tinham o formato tradicional do famoso disco voador e eram "feitas" de laser na cor laranja-fogo, ou seja, não tinha metal nem nada, era apenas uma bola ou disco de luz imenso e transparente, a ponto de se poder ver as nuvens cinzas do outro lado. Algumas até pareciam bolhas de sabão de tão transparentes. Elas conseguiam sumir em um piscar de olhos e os tripulantes se comunicavam com algumas pessoas por telepatia.

O caos era geral na terra (no sonho, imagens rápidas davam flashs de como estava a situação no mundo todo). Todos corriam com medo, abduções aconteciam a olhos vistos e em alguns casos pessoas se desintegravam em pleno ar e, quando isso acontecia, elas gritavam:

- Yu-hu!

Eu acompanhava tudo com meu laptop, sentado no campo (wi-fi na roça?). O twitter bombava (sim, o twitter não caiu nem baleiou) com pessoas postando como estava a situação na sua cidade. Todo mundo com medo e os alienígenas cada vez mais avançando.

Comecei a ligar desesperadamente para um amigo mas ele não atendia. Uma imagem rápida o mostrava estava assistindo a tudo e fazendo fotos/vídeos. Por fim consegui falar com um outro amigo (que não lembro quem era):

- Cara, tudo bem? E aí, como está?

- Uou! Não posso falar agora, cara! Estou sendo abduzido! Fuuuuuuuuuuui!

Olhei para o céu e vi o corpo dele entrando na nave espacial de “laser” e gritando animado:

- Oooooooooooooooooooooooooooooooooh!

Por fim acordei assustado e decidi nunca mais comer lasanha no jantar.

***
Depois eu que sou o doente.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio