Os alquimistas estão voltando e os cães indo

Semana passada foi a vez do Ted. Ou Serrinha, como eu o chamava em alusão a José Serra. Ted era o cãozinho pinscher da minha tia, que tinha a perna torta porque quebrou quando era pequeno (era?).

Minha prima, ao entrar com o carro na garagem, passou por cima do pobre coitado, que já tinha os olhos esbugalhados. Era prima chorando pra um lado, e tia chorando pra outro.

Agora foi o Pingo. O cachorro canguru do meu avô. Ele foi comprar cigarro. Pois, é. Escapou da casa do meu vô e nunca mais voltou. Três dias de sumiço já.

Pinguru saltando, meu vô e meu primo. - Ele pulava. MESMO.

Minha tia mora no fundo da casa do meu vô. Eram 2 cachorros. Agora nenhum. Só um vô e uma tia tristes.

E o Corinthians nem pra ajudar nessas horas...


1 comentários:

Postar um comentário

 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio