Ôôôôô... o Pingão voltooou...

Lembra do post dos cachorros que decidiram deixar a nossa família? Lembra do Pingo? O cachorro saltante do meu avô, que foi comprar cigarro e nunca mais voltou?

O Pingo voltou!

Mas como ele voltou é que é que mostra como o ser humano, em grande parte do seu tempo, se mostra um bicho escroto da pior espécie.

Meu vô e minha tia sairam pela manhã, depois de 4 dias de sumiço do Pingo, de carro, andando por todo o bairro, olhando em ruas, casas, etc. E nada de 'Pinguru' aparecer.

Na hora do almoço, meu vô sentou no banco que tem na calçada de sua casa e começou a conversar com as crianças que tinham acabado de sair da escola que tem alí perto. Ele falava do pingo, que tinha sumido, e oferecia R$20,00 para quem trouxesse o Pingo de volta.

Pois bem.

Dada uma certa hora da tarde, aparece uma mulher com o pingo no colo, no portão do meu vô. Uma mulher que mora uns 3 quarteirões dali, com um papinho besta de tudo: Ah, eu vi o cachorro na rua e pensei "Esse é o cachorro do Seo Vito", e guardei ele lá em casa. - Mas minha tia tinha visto ela passando na rua bem na hora que meu vô disse que dava os vintão pra quem levasse o Pingolino de volta. E não deu outra. Meu vô deu a grana e ela aceitou!

Cara, meu vô tava triste pra caramba! Ele já não tem minha avó mais. A companhia dele era aquele cachorrinho. Puta sacanagem! A feladaputa pegou o cachorro pra ela, e só devolveu porque ia ganhar VINTE REAIS!

Nessas horas que eu penso. Deus, fecha a conta e passa a régua. Ser humano tem mais é que se foder mesmo. Bandiputo!

Mas ver a alegria do meu vô com o Pingo zanzando pelo quintal, não tem preço. Grande Pingo, léque!!


2 comentários:

Postar um comentário

 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio