Acorda, Adenor!


2012 já ficou pra trás há muito tempo, mas não no Corinthians. Em 2013 parece que o time ainda vive das conquistas do ano que se passou e não joga absolutamente nada desde então. O time ganha, está nas oitavas de final (complicadíssima) da Libertadores e na final do Paulista. Mais pela incompetência alheia do que por méritos próprios. Pelo elenco que tem, é o mínimo que se espera.

A culpa do futebol horrível apresentado pelo time do Parque São Jorge é um só: Tite. O técnico que levou o Corinthians onde jamais esteve. Sei que é difícil criticá-lo por conta dos seus números frente ao time, mas é visível aos olhos (quem dera ser invisível) o mau futebol apresentado em 2013. Falta de motivação dos jogadores? Não creio. Um ou outro, pode ser. E isso seria contornado facilmente com o número de bons jogadores no elenco. 

O mal futebol é fruto de um time mal montado pelo treinador.

A teimosia em jogar com apenas um atacante, fazendo outros atacantes que costumavam a marcar gols e infernizar a zaga rival a virarem marcadores, minando as características de jogadores como Emerson, Romarinho e Jorge Henrique, além de fazer a proeza de manter Alexandre Pato no banco é de um pecado sem tamanho.

Paulinho é claramente o menos motivado do elenco. Não briga, não tenta, não corre, não chega. Ultimamente vem sendo só mais um no time, passando desapercebido pela maioria dos jogos. Ele, que era um dos elos entre o meio campo e o ataque, agora não o faz mais, deixando a incumbência de armação de jogadas com Danilo, que vive má fase, e entre Emerson e Romarinho, que não são armadores, mas atacantes obrigados a marcar. 

Resultado: um time que não cria em absoluto.

A lesão de Renato Augusto foi um trauma para o setor de criação. Injustificável quando olhamos para 2012, onde o time não tinha o ex-jogador do Bayer Leverkusen e mesmo assim criava suas jogadas. Tinha Douglas brigando na titularidade. Hoje não briga porque não consegue fazer o que Tite quer dele: Que seja marcador antes de ser um meia de criação.

Com isso, Tite vem queimando nosso melhor jogador nos últimos meses. Guerrero fede a gol. A bola chegando no artilheiro as chances de gol são realmente grandes. Mas quem disse que a bola chega. Guerrero se vê entre os zagueiros adversários sem ter uma viv'alma por perto. Alexandre Pato, quando entra, sofre do mesmo mal. Perco as contas de quantas vezes vejo Pato tentando buscar a bola antes da linha de meio-campo. Um pecado.

Mas mais pecado que tudo isso é o treinador se fazer de cego. Não admite que o time vem jogando mal. Coloca a culpa no calendário e no estágio de evolução do time. Só precisam avisá-lo que o time praticamente não mudou do ano passado pra cá. Está esperando o quê? Entrosamento do time mais entrosado do Brasil? 

Está na hora do treinador abrir os olhos e encarar a realidade. Todos sabem como o Corinthians joga, e o time carece de mais criatividade para sair da marcação adversária. Qual o problema de um time com Ralf, Paulinho, Danilo, Douglas, Guerrero e Pato? Os meias não são tão rápidos na marcação e os atacantes não voltam até a linha de fundo defensiva? Isso não é papel deles. Estão lá para dar o primeiro combate, mas principalmente para fazer o time jogar. Time que mantém a posse de bola no ataque dando combate na saída de bola não precisa de atacantes acompanhando os laterais.

Nem a posse de bola que tínhamos em 2012 temos mais. Todos os jogadores estão abaixo do que podem render este ano, mas pra mim, o maior culpado disso é o técnico. Acorda, Adenor!

0 comentários:

Postar um comentário

 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio