Entregar ou não entregar?

Hoje quem escreve para o Lado B é o Luiz Carioca, meu bródi tuiteiro (@luizcarioca) e blogueiro (http://brechodocarioca.com).
***

Entregar ou não entregar o jogo? Eis a questão do futebol.

Acho revoltante os discursos falso-moralistas dos jornalistas sobre o "entreguismo" no final do Campeonato Brasileiro de pontos corridos. Parece até que eles receberam mala-branca pra defender o regulamento.

Uns falam de motivação, que como profissionais, os jogadores devem entrar em campo em qualquer jogo com a mesma motivação. Isso é coisificar o jogador, é transformá-lo em máquina. Se os tratarmos como máquinas será difícil encontrar novos craques, não acha?

Então, me pergunto: será que os artigos esportivos de fim de ano, após os campeonatos, são escritos com a mesma motivação do que os da última semana de jogos? Será que os jornalistas mantêm a mesma motivação? O bom leitor de artigos esportivos sabe que não, fim de ano é só encheção de linguiça.

Além disso, muitos jornalistas defendem a mala-branca, que seria um time incentivar outro com dinheiro. Seria o caso do Corinthians pagar para os jogadores do Guarani se empenharem mais contra o Fluminense.

Não demonizo a mala-branca, mas acho que ela atrai parasitas e com o passar dos anos, acredito que vai formar uma geração de jogadores mercenários e parasitas. Mas para os jornalistas parece que o dinheiro justifica tudo. Se é com dinheiro, então pode. O lado bom disso é que a gente não esquece que eles ganham dinheiro para falar na TV, o que talvez fundamente essa forma de pensar.

Se eu fosse o Corinthians não gastaria dinheiro com o Guarani. Ou pelo menos não gastaria muito. Acho que a maior chance do Corinthians é ter no Guarani jogadores corinthianos, aí sim eles entrariam motivados. Aí sim fariam de tudo pra ganhar. E que vença o melhor e não a maior mala-branca.

Como torcedor do Flamengo eu entregaria um jogo para prejudicar o Vasco. Como jogador, eu seria mais racional, pensaria na carreira. Mas diz aí: você conhece alguém 100% racional quando o assunto é futebol?

Luiz Carioca.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio