[Cinema] Philomena



Ok, já faz um tempo que não escrevo por aqui. Em minha defesa digo que estou de férias e estava sem computador há algum tempo. Não completamente sem, mas com um notebook velho que esquenta mais que os dias de verão que tem feio aqui em São Paulo. Com isso, me sinto um tanto enferrujado para escrever qualquer coisa. Acontece nas melhores famílias.

Anteontem tive a grata surpresa (não tão surpresa assim, já que é um filme premiado) de assistir Philomena no cinema. O filme conta a história verídica de Philomena (Judi Dench), uma mulher que teve seu filho vendido por freiras na Irlanda e que guardou este segredo por 50 anos. Martin Sixsmith (Steve Coogan), um jornalista demitido por escândalos, resolve ajudar na busca por seu filho por precisar de uma boa história para um novo livro, mas acaba totalmente envolvido sentimentalmente com a história.

Sou suspeito para comentar cinema europeu. Realmente eu gosto muito, mas este é um tanto especial. A história, além de muito comovente, faz a gente pensar sobre as nossas "verdades absolutas". O Diretor Stephen Frears conseguiu deixar bem claro no filme que cada personagem fazia o que acreditavam ser o correto a se fazer. Apesar de nosso senso de humanidade eleger os vilões, mesmo estes não faziam nada por maldade, mas por acreditarem estar fazendo o correto. 

O filme também evidencia a alienação do ser humano. Os personagens acreditam tanto que fazem o mais correto que não se questionam. E não falo somente das freiras, mas também de Philomena e até mesmo do ateu Martin. 

Contando com uma aula de interpretação de Judi Dench e da típica rabugice inglesa de Coogan, o filme é delicado, emocionante e denso. Fiquei curioso para ler o livro. 

Por conta de filmes como este que o cinema é considerado a sétima arte. Recomendadíssimo. Recebe 4 Ewaldinhos*.

* Ewaldinhos vão de 1 (péssimo) a 5 (fuckin' ótimo).



0 comentários:

Postar um comentário

 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio