Instagram. Para o bem e para o mal.


Há muito tempo estou pra escrever sobre o Instagram. Já arrumei confusões por colocar meu ponto de vista sobre esse programinha bacana. Na verdade, minha opinião que sempre rendeu "bafafás" foi em cima dos usuários do Instagram e não do aplicativo em si.

Vou tentar, de uma vez por todas, explicar minha certa irritação com os usuários.

Primeiro o que eu acho do Instagram. Não, não é a vulgarização, popularização ou "orkutização" da fotografia. Não confundamos "Pires de Oliveira" com "Pratinho de Azeitona". Quer ver fotografia de verdade, tem ótimos sites como o 500px. O Instagram nada mais é que uma rede social como o Twitter. Rápida e objetiva. Aliás, digo que é mais objetiva que o Twitter, já que você não precisa digitar nada. É só apertar um botão e todo mundo já sabe o que você esta fazendo no momento. O que eu acho disso? Fantástico! Sua vida parece sempre muito mais interessante do que ela realmente é quando se coloca filtros hipsters. "Ahhh, mas bandido vai saber onde você está, os lugares que você frequenta. Ahhh.. todo mundo sabe de tudo, se expõe demais, bla bla". Gente, quem escolhe o que publicar ou não, ou quem escolhe usar ou não o programa é você mesmo. Não quer publicar sua vida? Não publique. Simples assim.

E a fotografia em si? Dá pra fazer coisas bem legais. Acho muito interessante trabalhar enquadramento e composição no formato quadrado. O formato 2x3 comum em câmeras semi-profissionais e profissionais é relativamente mais fácil. O desafio de se criar boas composições neste formado equilátero é bem divertido. Os filtros preenchem uma gama bastante grande de tratamentos. Mas não espere algo profissional. As aberrações cromáticas incomodam, mas para o que se destina, o Instagram é o aplicativo que melhor trabalha esses filtros.
Olha aí, que fofa a filhinha do Rodrigo "Dança" Faro na Disney pelo Instagram.

E os usuários? Bom. Os usuários eu divido em três tipos distintos.

Usuário comum
O usuário comum é aquele que usa o aplicativo para o que ele foi projetado. Fotografa o pé, fotografa a comida, fotografa o gato (e haja gato fotogênico nesse mundo), fotografa a vista da janela, etc, tudo pra compartilhar com os amigos. Essa é a essência do Instagram. E como eu já disse, acho interessantíssimo.

Fotógrafos
Já vi ensaios maravilhosos de fotógrafos renomados ou até amadores utilizando somente o instagram, como o que Nick Knight fez com a modelo Cara Delevingne inspirado em memes de gatinhos da internerds.
Uma coisa é você conhecer as técnicas fotográficas, conhecer enquadramento, foco, métodos de revelação de filmes (que os filtros imitam) para saber como utilizar da melhor maneira possível os filtros do aplicativo. Se não tiver esse conhecimento, você se torna um...

Usuário comum com síndrome de J.R. Duran.
E é esse tipo específico que eu me irrito. Esse tipo de usuário que tem um iPhone ou agora um celular com Android e se acha fotógrafo por conta do Instagram.
A pessoa fotografa um mendigo, fotografa um cupcake, fotografa uma florzinha, soca os filtros quase que no randômico, e se acha o pica de aço da fotografia. Organiza encontros de "fotógrafos de instagram" e - rúfem os tambores - organiza EXPOSIÇÕES com suas fotos e de amigos com a mesma síndrome.
É de cair o cu da bunda. Eu tenho vontade de pegar o iPhonezinho, o celularzinho desse tipo de gente, e gentilmente, amarrar num tijolo e jogar dentro de uma lagoa. Pegar uma Pentax K1000 com um rolo de filme preto e branco, mandar o cabôco fotografar, revelar, ampliar e fazer a exposiçãozinha dele pra ver se sai UMA foto sem queimar.

Gosta de fotografia? Adora fotografar com seu Insagram e quer um dia fazer uma exposição? ESTUDE! Faça um curso de fotografia. Se não puder, tem muito material, video-aulas na própria internerds. Compre uma câmera de gente. Fotografe à exaustão. Aprenda observando trabalhos de grandes fotógrafos. Não custa nada.

Não quer fazer nada disso? Então não me venha dizer que é fotógrafo, seu zero meia!

Quem quiser me seguir no Instagram, meu usuário é BRUPSILVA. Mas já aviso que no Instagram, sou um usuário comum. As vezes componho melhor uma foto, mas geralmente é pra me divertir somente.

 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio