Review – Piratas do Rock


Um filme com temática 100% rock. Não poderia ter conseguido um título melhor para começar minha série de reviews cinematográficos aqui no Lado B. A meta é comentar ao menos um filme por semana, seja ele lançamento ou um grande clássico. O importante é dar algumas noções gerais do que achei de cada filme e deixar que vocês, caros amigos leitores, digam o resto. Sem análises muito profundas, tendo como peso principal o fator diversão. E falando nela, o filme escolhido tem de sobra.

Piratas do Rock é um filme lançado em 2009, dirigido por Richard Curtis e estrelado por um time de atores que fez inveja a qualquer blockbuster do momento, entre eles Phillip Seymour Hoffman, Bill Nighy e Rhys Ifans.

A história se passa na década de 60 na Grã-Bretanha, quando o rock de fato caiu no gosto popular. O problema é que as rádios simplesmente não tocavam rock, levando ao surgimento das rádios piratas. A Radio Rock, estação do filme, é um navio ancorado no Mar do Norte que transmite 24 horas do mais puro rock clássico. E aqui já temos a primeira nota 10 do filme: trilha sonora, claro.

Recheada de canções que até hoje são sucesso, a trilha de Piratas do Rock é impecável. São poucos os filmes que me agradaram tanto nesse quesito, e sem dúvidas este está no topo deles. Aos amantes do bom e velho rock n' roll, só a trilha já seria o suficiente para assistir. Mas tem mais, muito mais.

A fotografia do filme também agradou. O ar bem retrô e o uso de alguns filtros deixam o filme com uma tonalidade meio amarelada, eu diria, o que caiu muito bem. E com o figurino que escolheram, ficou ainda melhor.

Chamar de “roupa” seria muito leviano da minha parte. Cada personagem utiliza um verdadeiro uniforme, cuidadosamente escolhido para definir o caráter do personagem. Tudo bem que caráter não é a maior virtude deles nessa história, mas uma olhadinha de cima a baixo e você já sabe as maluquices que estão por vir.

E não foi mero acaso que deixei as atuações para o final. Todas são muito boas, cada uma à sua maneira, mesmo naqueles personagens que quase não falam ou aparecem. Basta ter um câmera apontada e o show acontece. Seja numa frase de efeito, num gesto ou um trejeito, alguns dos momentos mais hilários acontecem nas cenas mais simples graças às boas atuações.

Piratas do Rock possui nota 7.4 no IMDB, o que não é ruim, mas merecia mais na minha opinião. Entre músicas e marés, esse foi o filme que mais me divertiu no último final de semana e espero que divirta cada um de vocês também :)


 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio