[Cinema] Gravidade - Haja fôlego!


"É teste pra cardíaco, Arnaldo!" diria Galvão Bueno ao assistir Gravidade com seu inseparável comentarista de arbitragem.

O filme conta a luta da astronauta Ryan Stone (Sandra Bullock) para retornar à Terra após sua estação espacial ser atingida por destroços. Tudo culpa dos russos que explodem um satélite espião. Claro, que povo é mais sem noção por aqui?

Nenhum outro filme que eu já tenha visto nos dá tanta imersão no espaço, na falta de gravidade e de ar. A sensação de solidão, o silêncio e a claustrofobia do traje que contrasta com a imensidão do universo, chegam a nos tirar o ar. Sentimos a garganta fechando mesmo estando em terra firme, com ar de sobra.

Sandra Bullock está impecável em um quase monólogo onde pouco se diz com o corpo e mais com o rosto, respiração e intensidade na voz. George Clooney no papel do experiente astronauta Matt Kowalski tem uma participação bem menor, mas tão importante quanto toda a passagem de Ryan flutuando no espaço.

O filme é um oásis em um ano fraco do cinema. O diretor Alfonso Cuarón ("E Sua Mãe Também" e "Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban") conseguiu fazer jus à sétima arte. O filme é uma obra prima e um divisor de águas. Creio que será influência para todos os próximos filmes sobre este tema.



Ganha 4,0 Ewaldinhos* pelo filme e mais 0,5 pelas coxas da Miss Simpatia. Tá bem, a moça, nos seus 49 anos, viu? 4,5 no total. Uma grande pontuação. Recomendo muito assistir na poltrona mais afastada de pessoas que existir no cinema. Como o som não se propaga no espaço, o filme é bem silencioso e ter uma pessoa comentando cada cena do filme, como eu tive, pode prejudicar bastante sua experiência.

* Ewaldinhos vão de 1 (péssimo) a 5 (fantástico).


0 comentários:

Postar um comentário

 

Autores

Minha foto

Corinthiano Apostólico Romano, trabalhador do petróleo brasileiro, empreendedor da Santa Querupita Clothing Co., fotógrafo, corredor, mountain biker, Lu Patinadora e apaixonado pela Ilanna.

Apoio